VISÃO GERAL

A AccesSolutions possui metodologia própria de atuação, baseada nos conceitos do PMI (Project Management Institute) e do MIM (Metodologia de Implantação Microsiga ), com pequenas alterações dependendo do tamanho e do ramo do cliente . Nossa metodologia está sempre em processo de aperfeiçoamento e adaptação a novas áreas, necessidades e serviços. Essa constante evolução nos permite realizar os projetos de forma cada vez mais rápida e certeira, diminuindo os nossos custos operacionais e, consequentemente, diminuindo o investimento dos nossos clientes .

As principais etapas para um projeto operacional, como por exemplo uma implantação modular ou completa do sistema Protheus Microsiga , virada de versão , implantação do trio SPED ou customização , são:

FASE I – PLANEJAMENTO INICIAL

Anterior ao início operacional do projeto, o planejamento inicial inclui a montagem das equipes de trabalho, a formação do comitê do projeto (descrito abaixo), a definição das responsabilidades, o cronograma macro padrão e o lançamento oficial do projeto. A AccesSolutions acredita que o planejamento é a etapa mais importante dos projetos, portanto não economiza na quantidade e qualidade dos profissionais envolvidos para que o projeto comece “com o pé direito”.

O comitê do projeto é composto por: patrocinador do projeto, gerente do projeto do cliente, gerente e coordenador do projeto da AccesSoltuins, usuários-chave do cliente e equipe técnica de consultores da AccesSolutions. Este comitê se reúne periodicamente (frequência dependendo do projeto) com o objetivo de analisar o andamento, tomar decisões em pontos de desacordo e discutir sobre planos de ações preventivas e corretivas elaborados pela equipe do projeto.

FASE II – ANÁLISE E DIAGNÓSTICO

Nesta etapa são realizados os levantamentos dos processos operacionais da empresa para verificar a aderência ao sistema Microsiga Protheus e assim gerar o ” mapa de funcionalidades ” do que será implantado, que deve ser validado pelo usuário-chave. É também nesta etapa que são identificadas possíveis customizações para melhorar a aderência ao Microsiga Protheus dos processos. O cronograma inicial também é revisado de acordo com esta etapa e a anterior.

FASE III – PREPARAÇÃO

Com base no mapa de funcionalidades levantado pela nossa equipe de consultores de processos e elaborado na etapa anterior, são feitas as parametrizações do sistema Microsiga Protheus e os cadastros básicos necessários.

FASE IV – VALIDAÇÃO E TREINAMENTO

Nesta etapa são realizados os testes e validações de cada item contido no mapa de funcionalidades, de acordo com metodologia própria da AccesSolutions. Também são realizados os treinamentos dos usuários do cliente em todos os cadastros e rotinas conforme o levantamento das aderências dos processos, utilizando apostilas passo-a-passo e focando nas parametrizações realizadas no sistema.

FASE V – SIMULAÇÃO

Durante esta etapa é realizada uma simulação ou paralelo ao sistema em ambiente de testes, de acordo com o mapa de funcionalidades. O objetivo é a certificação e homologação da utilização do ERP Microsiga pelos nossos consultores e os usuários-chave.

FASE VI – DISPONIBILIZAÇÃO

Nesta etapa são preparadas as bases oficiais para que o Microsiga Protheus possa ser disponibilizado, com as conversões de dados atuais (caso existam) e as últimas digitações de dados complementares reais. O sistema Microsiga Protheus é então colocado no ar e a parte operacional do projeto concluído .

FASE VII – ACOMPANHAMENTO PÓS-IMPLANTAÇÃO

Acompanhamento in company ou remoto pela nossa equipe do sistema, incluindo os processos e os usuários, garantindo a continuidade do bom funcionamento do sistema e da resolução do problema ou necessidade do cliente (esta etapa depende do tipo de projeto e de condições contratuais).